Alex sempre fantasiou com a vizinha Alice, com belas curvas e sorriso agradável, com aquela indiscrição sensual e inexplicável de mistério e aventura. Alex não tinha planos de desperdiçar anos sem tentar a sua sorte e quando se cruzou com ela nas escadas, não hesitou e convidou-a para um café. “Claro. Toma, sê cavalheiro e…Continuar a ler “Um bom café para um dia difícil”

gulosa

Durante horas tínhamos estado no nosso próprio mundo, sentados sozinhos numa cabine reservada, num bar à pinha no centro da cidade. “Tira as cuecas. Agora.” “Aqui?” perguntou ela. Olhei à nossa volta para os bêbados de 20 e poucos anos que estavam próximos, declarando freneticamente a sua disponibilidade sexual para quem quisesse ouvir a canção…Continuar a ler “O rescaldo da gulosa”