Noite de surpresa quente

Categories Casais, Fetiches
noite-de-surpresa-quente

Foi uma daquelas noites em que meu amigo e eu fomos para a cama separadamente. Eu estava morta de cansaço e ele estava amarrado a ver uma das suas séries favoritas, que eu só assistia por causa dele. Embora eu tenha tentado ficar acordada um pouco para que pudéssemos aconchegar-nos mais tarde, eu não aguentei.

Eu adormeci e acordei estremunhada e confusa, com os meus sentidos a tentar descobrir o que poderia ter me despertado. Enquanto eu tentava clarear a minha cabeça, senti uma mão vigorosa a acariciar a minha barriga num movimento circular e sequioso. Obviamente, o meu namorado meteu-se na minha cama.

Não sabia quanto tempo dormi, estava perdida no espaço e tempo, sem referências. Os lábios macios dele tocaram a minha pele e senti um leve arrepio a percorrer os meus braços e pernas. As mãos desceram para as minhas pernas e começaram a brindar-me com uma massagem gentil. Enquanto isso, os seus lábios lentamente conquistavam as minhas coxas com beijos ardentes.

O calor fez-se sentir entre as minhas coxas e o meu pulso acelerou. Abri os olhos e na escuridão só adivinhava vagamente o corpo dele. Quando ele dirigiu o seu olhar na minha direção, eu fechei as minhas pálpebras e fingi que estava a dormir. Lentamente, ele foi subindo o meu corpo, afastou os meus pés com ternura e lentamente se aproximou do interior das minhas coxas que tremiam de antecipação.

Que bom ser acordada assim!

As suas mãos apoiaram-se sobre a minha cintura e ele brindou-me com sexo oral, suave, sensível e guloso, que me fez gemer – não conseguia mais controlar-me. Ele parou por um instante e quando os nossos olhos se encontraram, ele sorriu com uma expressão de luxúria encantadora. A língua dele afundou-se novamente na minha vulva, vagando sobre o meu clitóris… e eu deixei de pensar… estava entregue às ondas de prazer que me percorriam os lábios grandes a partir do meu Monte de Vénus:  enquanto ele me mimava a pérola, ele começou a foder-me com um dedo na vagina e outro no ânus. As ondas quentes de tesão espalhavam-se pelo meu corpo e eu gemi e gemia deliciada e cheia de tesão.

Pouco antes de eu me vir, ele subiu para os meus seios e acariciava-os alternadamente, beliscando os meus mamilos duros. Beijamo-nos apaixonadamente e as minhas mãos agarraram o seu pau duro, eu finalmente podia retribuir-lhe com uma masturbação ávida.

Enquanto o membro viril dele deslizava pelas minhas mãos, senti a sua respiração ofegante no meu ouvido. Ele não aguentava esperar mais, virou-se resolutamente para o lado e penetrou-me por trás bem fundo.

Eu esqueci tudo ao meu redor e conforme as suas investidas aceleravam e intensificavam, eu gemia bem alto de prazer e implorei por mais. O meu corpo parecia que estava prestes a explodir.

Eu senti um enorme orgasmo a jorrar por todo o meu corpo e os dedos dele cravaram-se nas minhas nádegas quando ele se veio. Abraçamo-nos satisfeitos e adormecemos juntos nessa noite tão quente.