O porquê do BDSM

Categories BDSM
O porquê do BDSM

Todo o mundo já ouviu falar “disso”, alguns até têm fantasias por realizar e muitos são fascinados, mas de onde vem esse desejo? Não há problema em falar abertamente sobre isso com os seus amigos? No entanto, a discrição parece ser a medida de todas as coisas e os praticantes secretos encontram muitas opções on-line para permitir que as suas fantasias ganhem vida.

Não importa qual a variante preferida de Dominação e Submissão, todos os participantes têm uma coisa em comum: eles fazem-no voluntariamente e podem conseguir um incremento louco de prazer ao fazê-lo. O ato sexual em si não é assim tão essencial no BDSM. Desde “As Cinquenta Sombras de Grey, o mundo vislumbrou o mundo BDSM, mas ainda parece gostar de franzir desconfiado à sua referência. A excitação sexual não está associada apenas a sentimentos como alegria e segurança, mas também a adrenalina, a tensão e pressão de antecipação. O pré-requisito para isso, claro, é o contexto certo. Para muitos casais, essa fantasia já se tornou parte integrante de sua vida sexual. Superficialmente, pode aparentar-se cru, mas nunca acontece sem o consentimento de todos envolvidos. Quando, pela primeira vez, os termos masoquismo e sadismo foram descritos no século XIX, significavam um tipo de perturbação, mas hoje sabemos que é apenas um ato sexual.

De fato, esse tipo de apetência e desejo é bem mais comum do que se pensava. Não é à toa que o conhecido acessório de BDSM “Anel de O” pode agora ser encontrado na coleção de joias da Calvin Klein. Apesar de tudo isso, muitos tem dificuldade em assumir-se e estão constantemente a questionar-se o que se pode aceitar como “normal” ou não. Esta resposta dificilmente pode ser dada de fora e, em parte devido a isso, há muitos a levar uma vida dupla. Mas porquê tanta coisa? É apenas uma variedade sexual regular de uma minoria. Não há prova científica de associação com trauma ou problemas gerais de desvio sexual. Mas alguns se perguntam de onde vem esse apetite. De fato, há uma justa tentativa de explicação sob o termo “busca de sensações”. Simplesmente, significa procurar experiências novas e diversificadas para conseguir uma constante tensão no plano sexual. Supõe-se que exista um nível otimizado de excitação para cada pessoa envolvida, o que é um constructo da personalidade de ordem fisiológica. Para algumas pessoas, o nível é simplesmente muito baixo e o petting preliminar ou fondue de chocolate com morangos é suficiente para o thriller erótico da noite. Os que procuram sensações fortes estão à procura de experiências mais profundas e vigorosas. Toda a excitação eleva bastante o nível hormonal e resulta numa recompensa gratificante no cérebro e essa é a moral da história.

Bizarro ou não, objetivamente, trata-se apenas de uma prática sexual, praticada voluntariamente em busca de prazer mútuo.

A resposta para o “porquê” de BDSM é bastante simples: é criativo, uma encenação íntima com recompensa gratificante e revela novos territórios de prazer mútuo.

Está pronto a experimentar? É capaz de gostar “disso”…