in , ,

10 coisas que NÃO deve dizer num encontro

Saiba o que deve evitar dizer num encontro

mulher sensual sentada num bar a segurar um flute de espumante

Ter um encontro romântico pode ser uma experiência emocionante repleta de promessas de possíveis enlaces. Contudo, também pode expor alguém a atitudes ultrapassadas que colidem fortemente com os valores contemporâneos, especialmente no que diz respeito aos papéis de género e à igualdade.

Neste artigo vamos explorar as experiências de várias mulheres que se deparam com comentários que nunca se deveriam dizer num encontro, e que as deixaram perplexas.

Cada história poderá servir de exemplo sobre o que nunca deverá dizer num encontro de forma a ter ainda alguma possibilidade de continuar a ter encontros com essa pessoa.

NOTA: Estas histórias foram transmitidas por algumas pessoas à nossa equipa e os nomes dos mesmos foram substituídos de forma a não ferir nenhuma privacidade.

1. O incidente da galeria de arte

A Sara conheceu o João numa plataforma de encontros online e decidiram ir a uma galeria de arte local para o primeiro encontro.

Fazia sentido, dado que ambos tinham um interesse comum pela arte moderna e gostavam de discutir diversas peças.

Contudo, o João disparou o seguinte comentário: “Honestamente, não vejo por que as mulheres pensam que podem ser artistas. Elas simplesmente não são tão criativas como os homens.”

A Sara, uma ávida defensora das mulheres em todas as áreas profissionais, ficou instantaneamente chocada com o sexismo flagrante do João.

Ela pediu licença, afirmou que tais opiniões eram arcaicas e ofensivas, e imediatamente deixou a galeria, decidindo nunca mais o voltar a contactar.

Mais uma das coisas que não deverá dizer num encontro.

2. O desastre ao jantar

Depois de terem conversado na festa de um amigo, a Lúcia e o António marcaram um encontro para jantar num restaurante aconchegante.

A noite começou agradável com conversas leves.

Eis senão quando, o António emite este comentário: “Deveria sorrir mais; iria ficar mais bonita.”

A Lúcia sentiu-se diminuída e objectificada pelo comentário do António e rapidamente respondeu que a sua aparência não era para os comentários dele, pagou a sua parte da conta e saiu do restaurante, sentindo-se fortalecida por se defender. Há que refletir antes dizer num encontro este tipo de comentários.

3. O passo em falso no café

Dado que se tinham dado bem num clube do livro, Anita e Estevão decidiram tomar um café juntos.

Enquanto discutiam sobre os seus autores favoritos, o assunto mudou para carreiras. O Estevão não se coibiu de dizer num encontro: “Acho que as mulheres são naturalmente mais adequadas para ficar em casa, não é?”

A Anita, uma advogada de sucesso, ficou chocada com a perspetiva ultrapassada de Estevão.

Ela rebateu o argumento dele, terminou o café abruptamente e saiu. Mais tarde, ela enviou uma mensagem a explicar que as suas opiniões eram problemáticas e encerrou o breve contacto.

4. O comentário do cinema

Eliana e Marco conheceram-se numa noite de jogos de amigos em comum e decidiram assistir a um filme juntos.

Escolheram uma comédia e partilharam pipocas enquanto assistiam.

Depois de uma piada que terá sido mal recebida pela Eliana, o Marco sai com este comentário: “É só uma piada, não seja tão sensível. As mulheres precisam aprender a aceitar uma piada.”

A Eliana, que se orgulha do seu sentido de humor, não achou graça nenhuma a piadas humilhantes.

Ela disse ao Marco que o respeito era fundamental para ela, saiu do cinema durante o filme e bloqueou o número dele.

5. O passeio no parque

Durante um agradável passeio no parque, enquanto discutiam o seu amor mútuo pela natureza e pelos cães, a Joana estava a conhecer o Bruno, até que ele fez um comentário chocante:
“Não entendo por que as mulheres se preocupam com a carreira quando vão precisar de licença maternidade.”

A Joana, uma enfermeira dedicada, ficou indignada com a sua visão tacanha.
Pediu licença e deixou o Bruno no banco do parque. Decidiu nunca mais vê-lo.

6. O confronto de concertos

Num espetáculo de música ao vivo, a Luísa e o Kevin estavam a curtir a atmosfera até que a conversa se voltou para os músicos.
O Kevin soltou esta pérola: “Mulheres artistas de música são boas, eu acho, mas nunca são tão boas como os homens.”

A Luísa, ela própria uma artista de música, achou o comentário desdenhoso e sexista.

Ela repreendeu-o pela sua visão limitada, saiu do espetáculo mais cedo e prometeu a si mesma que iria procurar uma companhia mais respeitosa no futuro.

7. O erro do restaurante

A Nina e o Cristóvão conheceram-se através de colegas de trabalho e foram a um restaurante local. A noite mudou quando o tema política surgiu.

A altura em que o Cristóvão emitiu a sua opinião: “As mulheres são muito emocionais para ocupar posições de poder.”

A Nina, que era activa em iniciativas locais de liderança feminina, ficou profundamente ofendida.

Ela argumentou contra o estereótipo, saiu da mesa e mais tarde informou aos colegas em comum as razões pelas quais não veria o Cristóvão novamente.

8. As gaffes do condicionamento físico

Durante uma sessão de ginástica, onde ambos eram membros, a Raquel e o Pedro decidiram beber um smoothie depois.

O Pedro fez então uma observação surpreendente: “Eu até acho que és forte para uma mulher.”

A Raquel, que compete no levantamento de peso, achou o comentário dele condescendente.

Ela corrigiu os seus equívocos sobre força e género, encerrou o passeio abruptamente e optou por evitá-lo no ginásio depois disso.

9. Tchau no dia da praia

Num dia ensolarado de praia, a Lia e o Carlos estavam a aproveitar o mar e a areia depois de se conhecerem numa aula de surf.
Mas o Carlos lançou um comentário: “Claro que sabes surfar, mas deves deixar as ondas maiores para os homens.”

A Lia, uma surfista experiente, ficou insultada por ele ter duvidado das suas habilidades.

Ela decidiu então surfar nas ondas sozinha, deixando o Carlos na praia enquanto ela aproveitava o resto do dia.

10. A crítica da aula de culinária

Um interesse comum em artes culinárias levou a Maria e o Alex a fazerem aulas de culinária juntos. Tudo estava bem até que o Alex fez um comentário inesperado enquanto preparavam um prato.
“Cozinhas bem para alguém que provavelmente teve que aprender tudo no YouTube, não como as mulheres da minha família.”

A Maria, que aprendeu culinária com o seu pai, chef, sentiu-se menosprezada pela sua suposição.

Ela corrigiu-o bruscamente, terminou o prato sozinha e informou que preferia cozinhar sozinha no futuro, cortando todos os laços com Alex.

As histórias acima servem como lembrança vigorosa da importância do respeito mútuo e dos valores compartilhados em qualquer relacionamento.

Quando confrontadas com comentários humilhantes ou sexistas, cada mulher optou por defender-se, estabelecendo limites claros contra pontos de vista ultrapassados ou ofensivos.

Estes momentos decisivos não só significam o fim de uma potencial ligação romântica, mas também reforçam a importância de manter os padrões na procura de um parceiro que verdadeiramente respeite e valorize a igualdade.

Na procura por companheirismo, é crucial lembrar que o respeito é a pedra angular sobre a qual são construídos todos os relacionamentos duradouros.

E você? Concorda com estas atitudes ou considera que foram reações desproporcionadas?

Partilhe este artigo com os seus amigos juntamente com a sua opinião.

homem em tonco nu a treinar com alteres

Treine como um campeão: passos para se tornar o próximo Cristiano Ronaldo

mulher num campo escondida atrás de pampas

10 sinais que nos deram Ghosting: o silêncio!