in

Os Prós e Contras da relação aberta

Saiba se ter uma Relação Aberta é a melhor opção para si

casal despido e abraçado em representação de uma relação aberta

Estar numa relação aberta não é para todos, mas aqueles que optam por este tipo de relacionamento frequentemente encontram uma nova forma de felicidade e conexão.

Com a quebra de tabus e preconceitos, mais casais estão a explorar esta dinâmica e a descobrir benefícios que um relacionamento tradicional pode não oferecer.

Introdução às relações abertas

Uma relação aberta pode ser comparada a encontrar o par de jeans perfeito: deve servir de maneira confortável e fazer com que se sinta bem.

No amor, não existe um “tamanho único” para a felicidade.

Algumas pessoas são felizes em relações monogâmicas, enquanto outras encontram satisfação em relacionamentos mais abertos.

O que é uma relação aberta?

Em termos simples, uma relação aberta é um acordo consensual onde ambos os parceiros permitem relações sexuais e/ou românticas com outras pessoas.

Este tipo de relacionamento pode variar bastante, desde apenas beijos e carícias com outros até envolvimentos sexuais e emocionais mais profundos.

Tipos de relações abertas

Os tipos de relações abertas são tão variados quanto os casais que as praticam:

  • Apenas Carícias: Onde os parceiros trocam apenas afeto, sem sexo.
  • Sexo sem Envolvimento Emocional: Permite-se sexo com outros sem vínculos emocionais.
  • Pacote Completo: Inclui carícias, sexo e envolvimento emocional.
  • Parceiros Separados ou Compartilhados: Decisão sobre ter parceiros individualmente ou partilhá-los.

Prós e Contras de uma relação aberta

Prós da relação aberta

  1. Liberdade sem Culpa: Poder relacionar-se com outros sem culpa é uma grande vantagem, evitando o sentimento de traição que acompanha relações monogâmicas tradicionais.
  2. Ausência de Traição: A traição não é uma preocupação, pois tudo é feito com consentimento.
  3. Quebra da Rotina: Novas experiências reduzem a monotonia.
  4. Aumento da Confiança: A confiança mútua cresce, reforçando o vínculo do casal.
  5. Enriquecimento do Relacionamento: Experiências variadas e novos aprendizados enriquecem a vida a dois.

Um caso de relação aberta em que deu certo (com nomes fictícios)

João e Maria estavam juntos há cinco anos quando decidiram abrir o relacionamento. Ambos se amavam profundamente, mas sentiam que algo faltava.

A decisão não foi fácil, exigiu longas conversas e muita reflexão.
O João, sempre muito seguro de si, sugeriu a ideia, e Maria, inicialmente relutante, acabou por concordar.

Eles estabeleceram regras claras: honestidade absoluta e priorizar sempre a relação deles.
Decidiram que podiam sair com outras pessoas, mas sempre a informar um ao outro sobre os encontros.

A Maria começou a sair com um colega de trabalho, e João reencontrou uma antiga amiga do tempo da universidade.

Surpreendentemente, a relação deles começou a melhorar. As novas experiências trouxeram uma nova energia para o casal.

A Maria sentia-se mais confiante e desejada, enquanto o João descobriu novas formas de se conectar emocionalmente. O diálogo entre eles tornou-se mais aberto e sincero, o que fortaleceu ainda mais a confiança mútua.

Num jantar de aniversário, Maria confessou a João que nunca se sentiu tão feliz e realizada. João, por sua vez, sentia-se mais próximo do que nunca de Maria.

A decisão de abrir o relacionamento tinha sido arriscada, mas trouxe um novo nível de profundidade e compreensão entre eles.

Contras da relação aberta

  1. Ciúmes e Insegurança: Sentimentos de ciúmes e insegurança podem surgir, exigindo um alto nível de maturidade emocional para gerir.
  2. Complexidade Emocional: Envolver-se com várias pessoas pode criar complexidades emocionais que precisam ser cuidadosamente geridas.
  3. Estigma Social: Relações abertas ainda enfrentam estigmas sociais e preconceitos, o que pode ser uma fonte de stress.
  4. Risco de Desequilíbrio: Se um dos parceiros se envolve mais do que o outro, pode haver um desequilíbrio na relação, causando ressentimento.
  5. Comunicação Intensa: Exige uma comunicação contínua e aberta, o que pode ser desgastante para alguns casais.

Um caso em que correu menos bem (também com nomes fictícios)

O Paulo e Ana estavam juntos há três anos e decidiram abrir o relacionamento numa tentativa de reavivar a paixão. A decisão veio depois de uma fase de monotonia e descontentamento.

Inicialmente, parecia uma boa ideia; ambos sentiram uma adrenalina e excitação renovadas.

No entanto, rapidamente surgiram problemas.
Ana começou a sair com um amigo de longa data, Marcos.

O Paulo, que inicialmente se sentia confortável com a situação, começou a sentir ciúmes e insegurança. Começou a questionar constantemente Ana sobre os detalhes dos encontros, o que levou a discussões frequentes.

Numa dessas discussões, Paulo admitiu que sentia que estava a perder Ana para o Marcos.

A Ana, por outro lado, sentia-se sufocada pelas perguntas incessantes e pela falta de confiança.
A situação culminou quando Ana decidiu passar um fim de semana com o Marcos, e o Paulo teve uma crise de ciúmes.

A relação, que inicialmente parecia que poderia ser salva pela abertura, começou a desmoronar.

O Paulo não conseguia lidar com a ideia de a Ana estar emocionalmente envolvida com outra pessoa, e a Ana sentia que Paulo não respeitava o acordo inicial de confiança e liberdade.

A tensão aumentou ao ponto de ambos decidirem que era melhor terminarem a relação.

O que começou como uma tentativa de revitalizar o amor acabou por revelar inseguranças e problemas subjacentes que não conseguiram superar.

Estas histórias exemplificam as complexidades das relações abertas.

Enquanto algumas podem florescer com liberdade e confiança renovadas, outras podem desmoronar sob o peso de ciúmes e inseguranças.

A chave para o sucesso reside na comunicação aberta, na confiança mútua e na capacidade de lidar com as emoções de forma madura.

Em resumo

Manter uma relação aberta tem as suas vantagens, mas também exige um alto nível de honestidade, maturidade e controlo emocional.

Portanto, deve ser uma escolha bem ponderada.
Este tipo de relacionamento pode ser muito gratificante para aqueles que conseguem gerir as suas complexidades com sucesso.

Se gostou deste artigo sobre relações abertas, partilhe-o com os seus amigos e continue a explorar outras formas de relacionamentos modernos!

mulher num campo escondida atrás de pampas

10 sinais que nos deram Ghosting: o silêncio!

mulher sensual com maçã a quebrar alguns mitos sobre sexo

17 mitos sobre sexo, amor e relacionamentos que homens crescem a ouvir